"; PlayWin.document.write(winContent); PlayWin.document.close(); // "Finalizes" new window // UniqueID = UniqueID + 1 // newWinOffset = newWinOffset + 20 // subsequent pop-ups will be this many pixels lower }

sábado, setembro 26, 2009

A Maioria silenciada

é aquela que foi espezinhada por um partido que, utilizando uma maioria parlamentar, subjugou a maioria da população.
A maioria silenciosa é aquela que, não se sentindo representada por nenhum dos partidos com assento parlamentar, mesmo assim não prescinde do seu direito de se opôr à ditadura democrática.
Eu prefiro participar na maioria silenciosa, do que integrar-me à força na maioria silenciada.
É por isso que, na hora de votar, o meu voto irá para o PSD.

Etiquetas: ,

segunda-feira, setembro 21, 2009

Lente gravitacional

Lente gravitacional


O campo gravitacional do conjunto de galáxias é tão forte que deflecte (atrai) os raios luminosos que passam na sua vizinhança de tal forma que uma galáxia que se encontra mais afastada é vista com a forma de um arco, com um aspecto distorcido, tal como acontece com as imagens vistas através de uma garrafa de vidro cheia de um líquido transparente.

Fonte: Astronomy Picture of the Day, 21 de Setembro de 2009

Etiquetas: ,

quarta-feira, setembro 16, 2009

A Crise está a acabar ou as eleições estão a começar?

No meio de tantas declarações sobre o fim da crise, e das maravilhas das acções de "salvamento" dos actuais governos, vejo uma análise muito fria de um Nobel da Economia, Joseph Stiglitz:

"Bancos demasiado grandes para falir estão ainda maiores"

Enfim, é o que acontece quando a quando a economia é baseada em "inovações" na contabilidade dos bancos e máquinas de movimento perpétuo.

Etiquetas: , ,

domingo, setembro 13, 2009

As contas do senhor engenheiro

Os adversários continuam a fazer de conta que o homem é engenheiro, e o dito cujo continua a fazer de conta que aceita a alcunha.
A Ordem dos Engenheiros, essa continua a fazer de conta que a alcunha pode ser utilizada na vida pública como equivalente a um título social, em prejuízo de todos os seus associados.
O único engenheiro que o precedeu na vida pública, coitado, esse apesar de ser um engenheiro a sério, ficou para a história como mais deastrado a fazer as contas do que um qualquer advogado ou economista, que possuem menos cadeiras de Matemática no currículo do que a engenharia.
Mas voltemos ao nosso engenheiro, que esse é que conta para o momento que vive o país.
A retórica que gosta de debitar contra os adversários, resume-se na pobreza franciscana de atirar com números para cima dos outros, como quem lança como se fossem mísseis teleguiados, que desferem um golpe durante o calor do debate, que tem por detrás toda uma preparação que pode corresponder a uma séria de meses de investigação a toda uma equipa de funcionários públicos. E que para ser desmontada, exigiria uma resposta que não pode estar na ponta da língua, porque exigiria uma outra investigação equivalente à anterior.
Até porque o senhor engenheiro, detesta atirar com esses números para cima de homens da sua igualha, ou seja, detesta agredir outros primeiros-ministros com os números da sua governação. Um é porque actualmente se encontra como presidente, portanto não fica bem; outro é porque foi primeiro-ministro na altura em que ele próprio era ministro, portanto realmente daria um tiro não no seu próprio pé, mas na sua própria cabeça; o outro, esse então em vez de o agredir com a sua aritmética, ainda se põe a ridicularizar aqueles que ousam discordar da sua reeleição para a comissão europeia; e finalmente o último, era só o que faltava com meia dúzia de meses de guerrilha palaciana com o presidente, ser responsabilizado pelos males de todos aqueles que o precederam.
À falta de responsáveis a quem atirar com os seus números, entretém-se a agredir os subordinados, esperando que a escumalha ignorante e votante se excite com os resultados da sua aritmética.
É capaz de contar uma a uma, as pequenas e médias empresas que foram ajudadas no consulado de Durão Barroso, e no seu próprio. E pretende esmagar a adversária com a mesma simplicidade com que se compara um milhar com trinta e sete mil.
Mas quando se pergunta porque é que ao ser eleito subiu os impostos, que tinha prometido não subir antes das eleições, aí culpa a mesma aritmética que lhe serve para agredir os adversários com os seus mísseis teleguiados.
É que antes de ser eleito, ele "não sabia" como é que estavam as contas do estado, a única coisa que sabia era o número de PME que tinham sido ajudadas.
Se o homem fosse avaliado da mesma maneira como a sua ministra pretende avaliar os professores, o resultado só podia ser um redondo "não satisfaz". E porquê? Não, não é porque ele se encontrava como deputado, e nessa condição era pago para saber. A razão, é mais simples do que isso. É porque, simplesmente, na altura própria não tinha apresentado uma queixa de lhe andarem a esconder as contas do estado.

Etiquetas: ,

sexta-feira, setembro 11, 2009

Procura-se

Procura-se o quê?
Procura-se o destinatário para esta queixa.

A Sociedade Feminina Brasileira se queixa do tratamento machista existente
na gramática portuguesa, e com razão...
Vejam os exemplos :

Cão..............melhor amigo do homem.
Cadela..................puta.

Vagabundo............homem que não faz nada.
Vagabunda.............puta.

Touro....................homem forte.
Vaca....................puta.

Pistoleiro...............homem que mata pessoas.
Pistoleira.................puta.

Aventureiro..........homem que se arrisca, viajante, desbravador.
Aventureira.............puta.

Garoto de rua..........menino pobre, que vive na rua, um coitado.
Garota de rua...........puta.

Homem da vida........pessoa letrada pela sabedoria adquirida ao longo da vida.
Mulher da vida.......puta.

O Galinha...............o 'bonzão', que traça todas.
A Galinha...............puta.

Tiozinho.................irmão mais novo do pai.
Tiazinha..................puta.

Feiticeiro...........conhecedor de alquimias.
Feiticeira..............puta.

Roberto Jefferson, Zé Dirceu, Maluf, ACM, Jader Barbalho, Eurico Miranda, Renan Calheiros, Lula, Delúbio.........políticos.
A mãe deles...............putas.

E pra finalizar...
Puto......................nervoso, irritado, bravo.
Puta....................puta.

Depois de ler este e.mail:
Homem................vai sorrir.
Mulher...............vai ficar puta.

Etiquetas: ,

quarta-feira, setembro 02, 2009

O Dossiê Sócrates

Já saiu o livro acerca da licenciatura do primeiro ministro de Portugal.
Disponível em edição electrónica, gratuita, ou em papel.
Leitura recomendável especialmente a quem ainda não tenha encontrado contra quem é que deve votar nas eleições que se aproximam.
Em edição do Autor, teve que ser publicado no estrangeiro porque a nossa democracia ainda não chegou à liberdade para apuramento dos factos acerca do primeiro ministro.
Num governo que encerra a universidade que licenciou o primeiro ministro, sem se sentir obrigado a dar uma justificação ao país.
Os mais sinceros parabéns ao corajoso Autor, o nosso amigo e animador do PortugalProfundo, a quem aproveito para endereçar o maior reconhecimento e admiração pela iniciativa.

Etiquetas: ,


hits: